Ostomizado pode praticar esportes?

E quem foi que disse que uma pessoa com ostomia não pode praticar esportes? Da caminhada à musculação, você pode tudo! É claro que tudo a seu tempo e com o cuidado necessário. Mas jamais permita que alguém diga a você que a partir de agora será uma estátua viva, sem exercícios, sem passeios, sem esportes, sem vida. O nosso corpo precisa de movimento e esse texto veio para desmistificar aquele monte de “disse me disse” que você acreditou até hoje.

Fazer atividades físicas pode nos trazer uma ampla lista de benefícios. Já pensou em fortalecer os seus ossinhos e seu sistema imune? Dá até para controlar o peso que é super importante para nós, pois a estrutura corporal pode influenciar no tipo de material que você vai usar.

Eu, por exemplo, depois de engordar 15kg, precisei trocar o tipo de bolsa que usava, de uma placa plana, para uma placa convexa devido às dobrinhas que se formaram na barriga ao sentar. Isso acabou facilitando infiltrações e vazamentos (que são assuntos para outro texto, rsrs)

Outros benefícios que os exercícios físicos podem nos proporcionar são a diminuição do risco de doenças cardíacas e circulação sanguínea. E olha que eu ainda nem citei os benefícios psicológicos e sociais. As atividades físicas melhoram nossa autoestima, disposição, humor, etc. Enfim, você já deve ter percebido que é uma série de coisas boas que podemos ter só por exercitar o nosso corpinho.

Mas por último, e não menos importante, seguem algumas dicas do que você precisa saber para poder voltar a praticar aquele seu esporte favorito ou até mesmo iniciar um novo:

  1. Toda e qualquer atividade física precisa ser liberada pelo seu médico. Ele tem conhecimento do que você pode e quando pode voltar a fazer. Portanto, um diálogo com ele é o primeiro passo.
  2. Depois de liberado, procure sempre proteger a região da sua ostomia, pois ninguém quer machucar essa parte que a gente denomina tão sensível, não é mesmo? Então todo cuidado com ele é necessário para uma atividade mais tranquila. Uma cinta feita especificamente para ostomizado pode te ajudar, existe uma que até previne hérnia. Vale a pena pesquisar 😉
  3. Cada corpo é diferente do outro, então uma outra dica valiosa é você ter paciência para saber respeitar os limites do seu corpo.
  4. Procure orientação de um profissional para que você possa retornar as atividades físicas com segurança.
  5. Evolua com as suas dificuldades, supere-as, mostre que você é um ser humano capaz de qualquer coisa. O Céu é o seu limite.

Espero que essas dicas possam te ajudar e, principalmente, te motivar a botar esse corpo em movimento. Saia da cama, do sofá, do sedentarismo e corra atrás daquilo que te faz bem.

Vivi de Oliveira

Deixe uma resposta

Precisa de ajuda ? Escreva aqui.
Enviar